Escultura Viking Boat
logo conferencia de runas sem fundo.png

Conferência de Runas e Espiritualidade Nórdica 

  • Liz Elhaz Oliveira

Ser runólogo no século XXI

Ética, responsabilidade e empatia.


Ser runólogo ou oraculista de qualquer categoria exige o desenvolvimento de uma consciência para além da espiritualidade.


Tudo o que dizemos numa consulta influenciará aqueles que estão conosco em busca de uma luz, de alívio para suas angústias, da coragem adormecida para tomar decisões difíceis.


Aqui nos damos conta do quão sério e responsável precisa ser nosso trabalho. Embora não exista uma regra estabelecida a despeito dos princípios éticos, temos que ter em mente elementos importantes tanto para o conforto do cliente como a confidencialidade como para nós mesmos para estabeler e manter a nossa integridade enquanto profissionais para sermos levados a sério e ser exemplos a ponto de sermos reconhecidos pelo ótimo trabalho até pelos leigos.


Nossa área já é vista com muita desconfiança e descrença não apenas pelo pensamento concreto, racional que enxerga o ser humano como uma máquina mas também pelos charlatães e outros aproveitadores, por isso a importância de fazermos a nossa parte.


Penso ser de suma importância conscientizar nossos clientes de que:


  1. Eles detém o poder sobre seus próprios destinos, ritual, magia, poções e afins vão ajudar a movimentar o lado espiritual mas isso não os exime de tomar atitudes no plano material também, somos seres espirituais, físicos, mentais, emocionais e psíquicos então temos que direcinar todas essas engrenagens para o que queremos e o que acreditamos.

  2. Tem coisas que já estão acontecendo porque são resultados de escolhas passadas, muitas vezes o cliente vai dizer que não sabe por quê, não lembra etc. Isso acontece porque a maioria de nós age por osmose, não pensa em seus atos nem nas consequências e menos ainda nas leis de retorno e compensação. É importante trazer essa reflexão à eles.

  3. Nunca, jamais caia na tentação de contar o que se passou na consulta do seu cliente para outras pessoas mesmo que sejam amigos ou parentes dele. O que ele confidenciou à ti é só para vocês parece óbvio mas já vi muitos bons oraculistas no sentido de interpretação serem desqualificados por essa questão.

  4. Oráculo é ORIENTAÇÃO, é AUTOCONHECIMENTO, da mesma forma que as pessoas mudam suas vidas tomando atitudes, se permitindo enxergar outras formas de ver e sentir, o destino muda, os acontecimentos mudam e se a questão envolve outras pessoas, pode mudar ainda mais rápido pois elas também atuam com a mudança que empregam em si mesmas.

  5. Procure trazer a pessoa para a reflexão pessoal, resolver suas questões consigo mesma, o que ela vê refletido lá fora nos outros são questões mal resolvidas consigo, se ela se torna mais consciente e tem clareza em seus objetivos, assim a sua vida vai tomando forma também. Culpar os outros não vai trazer evolução mesmo nas piores situações.

É isso, comentem, deixem suas sugestões de temas e fiquem ligados aqui na Conferência de Runas para mais artigos, eventos e outras novidades.



Abraços Místicos,



Liz Elhaz Oliveira

16 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Gebo

Kenaz

Raido