Escultura Viking Boat

Conferência de Runas e Espiritualidade Nórdica 

  • Conferência de Runas e Espiritualidade Nórdica

Uruz

Por Robson Madredeus Carvalho




Nossa jornada prossegue: o guerreiro então sente sua própria força. Se Fehu é o gado, um símbolo de riqueza e fertilidade, domesticado, Uruz é o bisão selvagem, “um feroz lutador” Símbolo da força.

A caça do Auroque, espécie de boi já extinta, era uma demonstração de força, um ritual de passagem e ao mesmo tempo uma provação. Quem vencia o Auroque bebia cerveja ou hidromel em seu chifre para ostentar sua coragem e receber de sua enorme força:

“O auroque é destemido e

Seus chifres são grandes,

É uma besta muito feroz,

Que luta com seus chifres,

E anda através dos pântanos.

É um animal corajoso!”

É necessário uma explosão de força para que a vida aconteça, para que a matéria possa assumir novas formas. Uruz é a energia formadora da vida em suas múltiplas formas. O Poema Anglo Saxão enfatiza palavras que sugerem virilidade e força como o símbolo fálico do chifre e adjetivos como “feroz” e “corajoso” que revelam mistérios a cerca da runa. Uruz é a força que possibilita o acontecimento da forma, propulsão moduladora. Ainda não é a forma em si mas força seu acontecimento. Símbolo fálico de fertilidade, associada também à chuva que é o sêmen da terra, pois a fertiliza impulsionando o germinar da semente.

Integrando Uruz


Observe atentamente a imagem da runa Uruz, por uns 30 segundos, enquanto inspira e expira com a imagem fixa diante de você, faça então uma respiração profunda e feche os olhos, mantenha mentalmente Uruz a sua frente, pergunte para ela “Onde está minha força?” deixe que seu coração diga algo, se não disser nada depois de uns 3 minutos peça “Uruz, fertiliza em mim coragem e força para formar uma existência saudável.”

@2019 Conferência de Runas e Espiritualidade Nórdica

  • Facebook Classic
  • Instagram ícone social
  • YouTube ícone social
  • 18191038554315